Campus Cáceres
início do conteúdo

Mais alunos no Ensino Médio: o IFMT na contramão das estatísticas nacionais

Publicado em: Reitoria / 27 de Dezembro de 2017 às 12:55

A Rede Federal Tecnológica, a qual pertence o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) está presente com campus ou campi avançados em 19 cidades mato-grossenses, e em 25 municípios com educação a distância.

Matérias recentes, publicadas na mídia nacional e estadual, apontam uma queda no número de matrículas de alunos no ensino médio. Os dados mostram que a redução foi de 2,9% entre 2016 a 2017 e 6,4% no Estado de Mato Grosso no mesmo ano, conforme Censo Escolar da Educação Básica 2017, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC).

Tais dados apontam para uma realidade estatística sem uma justificativa qualitativa, não mostra coeficientes de investimento na educação, nacional e tampouco estadual, nem faz relação com fatores socioeconômicos que incidem em evasão escolar e a valorização das políticas de educação.

Os dados chamam a atenção para o investimento na educação integral, que é tratada pelo atual governo como fenômeno novo, e que apresentava em 2016 um índice de 5,95% e que em 2017 foi para 7,49%. Porém, a análise do governo não aponta que na Rede Federal Tecnológica vem crescendo ano a ano o número de matrículas no ensino integral em todos os estados brasileiros.

No Estado de Mato Grosso, o IFMT, instituição centenária que atua na formação profissional e tecnológica, dispõe em sua lei de criação (LEI Nº 11.892, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2008) em seu Art. 7o, inciso I, associado com Art. 8o que:

[...] ministrar educação profissional técnica de nível médio, prioritariamente na forma de cursos integrados, para os concluintes do ensino fundamental e para o público da educação de jovens e adultos [...]o Instituto Federal, em cada exercício, deverá garantir o mínimo de 50% (cinqüenta por cento) de suas vagas para atender aos objetivos definidos no inciso I do caput do art. 7o [...]

Atualmente, o IFMT destina cerca de 53% de suas vagas ao ensino técnico, nas modalidades Integrado ao Ensino Médio, Subsequente, Concomitante e Proeja (educação de jovens e adultos), apresentando crescimento significativo e contrário ao postulado no último censo escolar.

O IFMT em 2016 apresentou aumento de matrícula na ordem de 74% de vagas, considerando que em 2015 possuía na modalidade Ensino Técnico Integrado ao Ensino Médio 1.224 matrículas e em 2015 cresceu para 2134 matrículas. Tal fenômeno foi devido à expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica no Estado de Mato Grosso e a abertura de novos cursos técnicos integrados ao ensino médio, fazendo com que o número de novas matrículas crescerem.

Em 2017, a oferta continuou a crescer, porém contextualizado com a estabilidade do IFMT, no último censo do ensino médio, o IFMT apresentou um crescimento de 19,29%, dados que representam os alunos ingressantes e matriculados em 2017, considerando o número de alunos concluintes em 2016, cujo valor de referência não incide na estatística, porque já não constavam ligados ao IFMT.

Os dados revelam que o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) tem uma expertise de ensino integrado que vai além da formação do núcleo comum (disciplinas básicas do ensino médio) e chega à formação completa, gerando a autonomia do homem em sua totalidade e possibilitando o seu desenvolvimento profissional para o mundo do trabalho e sua complexidade.

IFMT/PROEN

Atualizado no dia 29/12/2017 - às 09h05

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Cáceres - Prof. Olegário Baldo

Av. dos Ramires, s/n - CEP: 78200-000 - Caixa postal: 244

Telefone: (65) 3221-2600

Cáceres/MT