início do conteúdo

O Workif é tema de artigo científico do e-book “Divulgação Científica: Debates, Pesquisas e Experiências” pela EdUFMT

Publicado em: Reitoria / 5 de Junho de 2017 às 09:35

A divulgação científica no Instituto Federal de Mato Grosso, em especial a divulgação do Workshop de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFMT, conhecido por Workif, é um dos artigos de divulgação científica integrantes do e-book “Divulgação Científica: Debates, Pesquisas e Experiências” publicado pela EdUFMT e organizado pelos professores Benedito Dielcio Moreira, da Faculdade de Comunicação e Artes da UFMT (FCA/UFMT), e André Chaves de Melo Silva, da Escola de Comunicação e Artes da USP (ECA/USP).

O artigo “A divulgação científica no IFMT: o Caso Workif” foi escrito pela jornalista da reitoria e mestre em Estudos de Cultura Contemporânea pela UFMT, Juliana Michaela Leite Veira. O artigo trata sobre a evolução da divulgação científica no Instituto Federal, a partir da criação da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica, e utiliza como estudo de caso o Workif,  que se trata do maior evento institucional na área de pesquisa científica dos docentes, técnico-administrativos e discentes. No Workif, o público externo e interno conhece os projetos de pesquisa, o que gera interesse na mídia, já que é possível mostrar na prática o desenvolvimento de produtos e/ou processos inovadores.

O E-Book reúne textos produzidos entre 2010 e 2015 por discentes e professores da UFMT, resultantes de cinco projetos desenvolvidos de intervenção e pesquisa, todos eles voltados para a compreensão e constituição da autonomia dos jovens e orientados pelas concepções de educomunicação e cultura científica.

Conforme o professor Dielcio Moreira, o livro abrange diversas plataformas e meios de comunicação, como jornais impressos e online, redes sociais , televisão e audiovisual. “Além disso, apresentamos também experiências realizadas nas três instituições de Ensino Superior públicas de Mato Grosso – a UFMT, o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Com isso, verificamos que a mídia mato-grossense tem olhado com mais atenção e conferido mais visibilidade à Divulgação Científica”, comenta.

O professor prossegue, narrando a parceria que culminou na publicação: “O professor André Chaves esteve na primeira edição do Seminário de Divulgação Científica, em 2013, e trouxe a contribuição de duas produções de seus alunos para a obra, expandindo e enriquecendo as discussões com novos olhares”, ressalta.

Maria Santissima de Lima, que atuou como coordenadora de imprensa e Jornalismo da UFMT, na apresentação “Refletir, compreender, traduzir, teclar, despertar: o desafio nosso de falar de ciência”, destaca os artigos “O Instituto Federal de Mato Grosso e a Evolução da Pesquisa Científica” e o “Jornalismo Científico online: análise do portal da Universidade do Estado de Mato Grosso” como demarcações do início da atuação do Jornalismo na divulgação científica pelas Instituições e da Rede de Divulgação Científica (RDC) de Mato Grosso, que é uma iniciativa das assessorias de comunicação das três instituições públicas de ensino superior com o apoio das Pró-Reitorias de Pesquisa e de Pós-Graduação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

Eveline Teixeira Baptistella, hoje professora da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), foi a primeira editora da revista eletrônica “Fapemat Ciência”, no ar entre 2011 e 2015. Na obra, a professora aborda a difusão da ciência nos periódicos da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (E-Compós).

“Atuo na área de Filosofia da Ciência e considero este trabalho como de relevância nacional. O jornalismo científico é um campo ainda a ser explorado dentro da própria área da comunicação, dados os poucos estudos disponíveis sobre o tema. Precisamos estreitar a relação entre cientistas, pesquisadores e jornalistas, não somente para popularizar a ciência, mas também em prol de uma sociedade melhor. A ciência merece mais espaço em veículos de comunicação", atesta a pesquisadora.

Leia Mais: UFMT relata debates, pesquisas e experiências na área da Divulgação Científica

“Divulgação Científica: Debates, pesquisas e experiências” está disponível em versão PDF no site da EdUFMT.

Ascom/Reitoria/IFMT com informações da Ascom/UFMT

 

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Cáceres - Prof. Olegário Baldo

Av. dos Ramires, s/n - CEP: 78200-000 - Caixa postal: 244

Telefone: (65) 3221-2600

Cáceres/MT